Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MÃE DO MEU AMIGO E SUAS AMIGAS SAFADAS - PARTE I

Sempre tive sorte com mulheres mais velhas. Dentre as coisas mais surpreendentes que me aconteceram, nunca vou me esquecer do dia em que fui a casa de um amigo, Lucas. Eu devia ter uns quinze anos de idade, se não me engano. Lá chegando, sua mãe, dona Cida, mandou que eu entrasse e esperasse por ele, que não demorava a chegar. Dona Cida tinha uns quarenta anos de idade, e por trás das roupas comportadas que usava, eu sempre me pegava olhando para seus peitões e para sua bunda maravilhosa.



Sentei me no sofá e ela logo sentou-se ao lado. Foram uns cinco minutos de conversa mole antes dela para uma frase minha depositando a mão entre minhas coxas, sem mais nem menos. Ela viu que eu fiquei sem reação e falou;



"Você pelo menos imagina o quanto uma mulher com dois filhos pode se sentir sozinha?"



"Acho que sim" respondi.



"Sabe, ás vezes a Kelly trás seu namoradinho pra cá e eles transam por horas dentro do quarto dela, sabia?" Kelly era a irmã de Lucas, uma linda moreninha que na época tinha dezoito anos. "Eu me enconsto na porta e me masturbo ouvindo os gemidos da minha prápria filha, você imagina como é isso?"



"Anh, acho que não, dona Cida..." meu pau endurecia a medida que ela o esfregava e o apertava. "Talvez eu possa ajudar a senhora"



"Ô se pode... " disse ela ajoelhando-se na minha frente "Mas você tem que manter segredo, sabe... Se fizer isso tenho umas amigas que também se sentem sozinhas..."



Antes que eu respondesse ela se ajoelhou na minha frente e abaixou minha bermuda, decendoi a boca para meu cacete, ainda coberto pela cueca. Ela o mordeu e brincou com ele de forma que eu quase gozei, mas antes que acontecesse, ela se levantou dizendo.



"Hoje eu vou a forra"



Cida me pegou pela mão e me levou até o quarto de Kelly. Lá chegando, fechou a porta do quarto e tirou a roupa. Me assustei com o corpo enchuto daquela senhora. Seios grandes e bicudos, até certo ponto ainda firmes, uma bunda carnuda e redonda.



"Você já chupou uma boceta?" ela me perguntou deitando-se na cama e abrindo as pernas "Chupa a minha, chupa! Olha como ela tá, já molhadinha! Tá limpinha, eu tava no banheiro me masturbando antes de você chegar...!"



Tirei minha roupa e mergulhei entre aquelas pernas. Aboceta de Cida era cabeluda, como se ela não aparasse os pelos ha muito tempo. Meti a lingua e senti um gosto salgado. Suas entranhas estavam quentes, e seu grelo latejava. Ela gemia ao toque da minha lingua, se contorcendo cada vez que tocava seu grelo de leve com a ponta da lingua. Ela gozou umas duas vezes, despejando mais daquele liquido em minha boca. enlouquecido pela gritaria que ela fazia, eu chuoava mais forte, metia a lingua mais fundo, Mordia seu grelo já, tendo- o todo dentro da minha boca.



Me ergui e penetrei Cida com facilidade. A boceta estava mais quente ainda. Estocava com força enquanto ela gemia. Coloquei-a de quatro e penetrei novamente. Ela gemia aos berros, segurando os ursinhos de pelucia da filha.



"Mete no meu cu! Mete no meu cu!"



Disse ela. Me preparei em silencio e enterrei a vara botãozinho rosado. Ela gritou mais alto, se remechendo feito louca. O falecido marido parecia ter explorado muito o terreno, pois o buraquinho não havia apresentado muitas restrições, apaesar de ser bem apertado. Já sentia que ia gozar.



Me levantei e expus o cacete. Como boa boa metedora, Cida entendeu e me chupo de verdade, dessa vez, lambendo o cacete, as bolas, minha virilha, engolindo a vara até as bolas e mordendo de leve a cabecinha. Me acabei em porra dentro da boca e no rosto da mãe de meu amigo. Ela se deitou na cama com um sorriso nos lábios.



"Acho que minhas amigas vão adorar você..." disse ela.



"Sá pede pra elas se depilarem antes, ok?" respondi me deitando ao lado dela. "E você também..."



voltei lá no outro dia, mais cedo, no horario do colégio...



[email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos a bunda gostosa da minha cunhadasexo gay okinawa ufacomofuder uma egua contos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos minha sobrinha meu amor part1conto comi uma eguacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemeu genro me enrabou ai ai ai me come conto eróticocontos eroticos padrastocasa dos contos roubei a calcinha da minha cunhada pra bater uma punhetacontos eroticos pezinhos sujoscasadas que postam fotos de itanhaemvideos de clientes nao consegue segura e fica de pal duro na depilacaodominado e submisso contoscontos eróticos travesti dando o cu para homem do pau grandeMeu sogro cheirou minha calcinhacontos sou hetero fui sedusido dei a bunda e gosteigay de zorbinha enfiado no regoamanda meu marido.é corno mesmo contosconto erotico briocogosei meu sobrinho no colo contosengravidou a minha namorada contos eróticoscontos eroticos de padrasto de rola grande e grossaFAMÍLIA LINDA CONTOS ERÓTICOSconto pai por favor mim enxugaSoquei muito nela e ela pediu mais contoconto porno comi minha maesou casado e bem-casado e quero fazer uma fantasia sexual com minha esposa isso é normalcontos eroticos ousados em lugares publicoscontos eroticos chantagiei e gozei na boca da menininhaem casa com a filha novinha da empregada contos eroticoscontos tudo enfiado no cuNoiva de salto contos eroticosconto erotico mamando nos peitos cheio de maninhacontos eroticos castigo da filhacontos gays reais/a anaconda do meu primocontos chupei um pautomou viagra e meteu na esposadiario de corno contosconto erotico ele pediu pra bater umazinha pra eleconto tia segurou sobrinho para ele dar gay contos sado lesbico de incestocontos eroticos q bocA e essa desse baianocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemulheresencoxadassexoArregassando a bucetinha de uma virgem enquanto ela chupa o.pau do outroconto erotico titio comendo meu cuzinhoContos eroticos crenteconto ante de comer minha boceta papai lambeu ate meu cunoiva orgia contosconto erotico sobrinhacontos eroticos na paredegozei na buceta da maninha engravidouconto de como come meu maridoporn contos eroticos casada escravizadacu delicioaocontos eroticos incesto escondidoconto minha tia minha safadaflagas de encesto com zoofolia contoscontos eroticos zoofilia a loira burra eo cachorro taradocontos eroticos gay recem casadoconto ganhando mamadeira de porrafodno a sobrinha da munhvideo de ninfeta branqui.ha magra no sexo anal de quatrocontos eroticos de sogroContos eroticos cinemacontos eroticos arrombou meu cu no quintalContos.eroticos traindo marido na.sala ao ladoContos de incesto de meninas de 14 aninhos em Belém do ParáWww contos d putas casada d juazeiro ba.comcontos comendo o cuzinho da molecacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de incestos e surubas ferias entre irmas fazendadsconto de como come meu maridodescabacei um heterocontos eroticos o garotinho comia minha mulhertia tesuda contoiniciacao putaria bi conto erotico