Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

INOCENTES - AMOR DE MENINO

Sábado é realmente um dia perfeito para jogar bola, brincar, assistir tv, jogar video game ainda mais quando se tem 19 anos. Mas as más companhias podem fazer com que você brinque de outras coisas.

Tudo se passa num passado não muito distante. Perto de Belo Horizonte, no municipio de Vespaziano, fica o clube da AEC do qual meu pai era conselheiro e iamos quase todo final de semana. Jair um amigo do meu pai, sempre estava presente e com ele seu filho Lucas. Ná época Luquinha era assim: branquinho, olhos verdes, cabelos lisos e castanhos, quase louro, não era magro, era do tipo menino rechonchudo, mas não gordo. Seu corpo estava totalmente nos padrões de beleza que a sociedade esta acostumada. Era um menino que fazi sucesso com as meninas, era escoteiro e parecia que seu alíto era doce. Eu sempre ficava admirando seu geito de ser pois, aos 19 anos um menino ficar, dar beijinho na boca e ser o rei das meninas da AEC era como se fosse um deus para mim. Jair seu pai, possuia um rancho perto do clube, um lugar agradavél demais, ficava entre alcaliptos e a casa tinha um ar europeu. Pra falar a verdade eu não era amigo do Luquinha, mas ficavamos juntos no clube, pouco conversa. Eu era assim: branco, cabelo preto liso, olhos verdes, muitas sardas e muita gordura, eu era muito gordinho para a minha idade e era motivo de chacota de todos os meninos, acho que o Lucas sá não zuava os meus peitos grandes devido ao seu pai conhecer o meu. Sentados em uma mesa do clube, meu pai chapado e o pai do Lucas idem, começou a conversa

- O Estevão, vão ao almoçar la em casa lá pelas três

- O Jair não vai encomodar

- Nada, a Silvia não ta ai, mas não esquenta que tem um empadão de frango, que é sá esquentar no microondas e agente passa uns bifes de picanha.

Meus olhos brilharam na hora. Bife de picanha, hunnnn.

Depois do almoço, meu pai e seu Jair miando de chapados cairam na cama. Eu estava sentado na varanda olhando o nada quando o Lucas me chamou.

- Ou vão brincar?

- Claro, onde?

- Ahh vamos brincar de selva

Como falei a casa ficava no meio de uma mata de eucaliptos, pegamos umas ferrmentas de brinquedo ao estilo Rambo e fomos desvendar a mata. Depois de tanta brincadeira, como desvendadores e caçadores, começamos sem ao menos perguntar um ao outro se era aquilo que queriamos. Me lembro que a iniciativa foi dele:

- Você ja bate?

- Claro e vc?

- Também. E o seu é grande.

- Não e o seu

- O meu também não. Quer ver?

- Quero e vc quer ver também?

- Quero

O pau do Lucas era lindo, branco, muito branco e com a cabeça toda rosa, meio roxo. O meu não era muito diferente, era até maior. Ficamos nos exibindo, até que criamos coragem e começamos a esfregar um no outro, nos abraçamos e começamos a gemer, como se ja soubessemos oque sentiamos, Era muito bom. Não tiramos a roupa toda mais foi o suficiente. Deitamos nas folhas de eucalipto e como se ja soubessemos começamos a fazer um 69, relutei um pouco e deixar a cabeça do pau do Lucas tocar minha lingua e pele, mas não demorou muito. Lucas gemia, como se ja fosse experiente e eu chupava em silencio como se ainda tivesse vergonha, derrepente, senti o pau do Lucas muchar na minha boca e sua barriga contorcer e quando sua barriga esticou novamente, seu pau cresceu de uma so vez e o primeiro jato veio na minha boca. Lucas gritou Aiiiiiii - Agora é vc!!! Agora é vc!!!! E parou de me chupar e começou a bater rapido e forte com o pau de fronte a sua boca. Bateu bateu e quando ele viu que estava na hora fechou o olhos e briu a boca. Eu gozei, gozei e sá fui capaz de dizer:

- To cansado

- Eu também. Não conta tá

- Ta bom. Vc tb não.

- Seu pai deixa vc dormir aqui?

- Não sei, tem que pedir

- Sabe jogar Damas?

-Sei

- Vão la então

Nossa amizade começou mesmo foi ali. Naquela noite não dormi no sítio apesar de ter pedido. Na despedida nossos olhos se encheram de água. Queriamos mesmo ficar juntos. Sei disso. Mas essa historia não termina aqui.......

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


video de ninfeta branqui.ha magra no sexo anal de quatrocontos eróticos papai to com vontadecontos de fetiches mamaechortinho q deixa as magrasgostosasaquele pau era quase o dobro do de meu maridoContos eroticos esposa gosta de exibi e leva cantada nas praiascontos eróticos gays perdi minha virgindade com coroa pauzudocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentearragassa a buceta no 69 e mete a boca a linguacontos sexo a ninfetinha tarada e virgemescravo conta como leva sua dona ao gozo com a língua na bucetafui violentada por um travesti que deixou minha buceta toda meladaf****** o c****** da cunhadinha s*****contos porno casadas o negrinho safadoconto erotico de tia coroa negra gostosacomendo a irmãzinha e a amiguinha dela contos eróticosContos comi egua sitiomeu pai fez minha mae mim dar a buceta na sua frente quando eu tinha dez anos contos veridicostarada por estranhos exibida contoscontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos ccb viuvas safadascache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html Contos como foi a primeira punhetinhacontos erótico sexo no cinemapalhia de calcia preta nuacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,conto cu dopadasogra muito linda na praia contosConto erotico esposa vendadaerotico minha filha bota a mãoconto com a cunhadavideo porno brasileiro caseiro dei a minha buceta para o meu sogro fome gostosoeu estava raspada contos de esposa acanhadacontos abusadascontos eróticos amadores com fotos de casais realizando fantasias de Megane masculinocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto de masoquismo com meu pai me violandomoreninho hetero marrento contocasquinha da minha - contos eroticosContos eróticos fudendo a irmã casadacontos safados purezavoyeur de esposa conto eroticoContos eróticos curtos de cachorro fodendo a cozinheiracontos mãe puta filha putacontos eroticos cuidando o meu sobrinhocontos casada engana marido e faz boquetecontos eroticos o meu padrasto virou dono da minhahistorias eroticas de onibus lotadosporno doido em cabines chupando e dando a buceta por buracos de paredestia tchuca faz o movimento no piruconto erotico filho dotadocontos deu para homen de rola grande e gozou muito de esguinchohistorias eroticas vi meu sobrinho bem dotado descabaçando o cu da minha mulhercontos eroticos deixando doidocontos eroticos de mulher de sc com cachorrocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de sexo espiando minha maevi outro gozar na boca de minha mulher contosconto gay depilando o camaradacontos de mulher com cachorrocontoseroticos primo transou com a prima e ela ficou gravidacontos com rabudasconto erotico a filhinha do meu tioGabi comendo a égua no ciocontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos comi o c* da minha cunhada na ilhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentefudendo a sobrinha rapidiho no quintalcontos eroticos amiga da minha mae velha coroa viuvacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto de sogra dando para genroContos pornôs buceta virgemmeu padrasto foi n meu quarto conosmeu patrão me pegou mastubando e chantageia conto eróticoconto erótico na despedida de solteiro do meu cunhado novinha transa com elecontos eroticos arrombando a gordachortinho q deixa as magrasgostosasComtos eroticos dei pro tio jorge com pau minusculocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto agarrada no onibusdei cu de fio denta