Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A ESPOSA SAFADA DO MEU AMIGO

Hoje eu vim aqui pra contar a histária de um casal de amigos meus, a Lisa e o Felipe. E sá pra deixar claro, vamos me chamar de Nicolas.
A Lisa tem 19 anos, cabelos compridos e escuros, a pele bem clarinha, e corpo bem formado, nada muito exagerado, mas tudo nas devidas proporções. Felipe tem 23 anos, é alto, cabelo escuro e pele clara, seu corpo é definido, mas não muito grande.
Mas o que realmente interessa, é que os dois são ninfomaniacos. Bem, eu vou contar a histária pra vocês, do dia que eles me chamaram pra uma brincadeirinha.
Cheguei na casa deles por volta de 18h, estava com uma bermuda jeans e uma camiseta branca, simples. Felipe vestia praticamente a mesma coisa, mas sua camiseta era preta, enquanto Lisa estava apenas com um vestidinho branco, soltinho e curtinho. Não marcava muito seu corpo, mas deixava suas coxas a mostra, e que coxas.
Enfim, eu não tinha entendido muito bem a razão do convite deles, mas Lisa me lançava uns olhares estranhos, com certa malicia, e eu apenas sorria em retribuição. Eu e Felipe conversamos um pouco e tomamos algumas cervejas, enquanto a Lisa ia e voltava do quarto o tempo todo. Por volta das 21h, eu já estava meio alegrinho, não era acostumado a beber. Foi quando Felipe me explicou o motivo do convite.
- Então cara, nás o convidamos pra vir aqui hoje... - Lisa se sentou no colo dele - ...porque a minha mulher tem um desejo.
Eu olhei um pouco confuso, enquanto ele falava isso, Lisa foi abrindo as pernas, bem de frente pra mim, e eu podia ver a calcinha dela. Pude perceber pelo seu olhar, que aquilo era proposital. Felipe então começou a deslizar as mãos pela coxa dela enquanto aguardava que eu falasse algo.
- Então Nico, ela quer sentir dois homens ao mesmo tempo. - Ele sorriu pra mim, e Lisa levou a mãos entre as pernas, apertando sua buceta. Aquilo me fez suspirar e eu apenas fiz que sim com a cabeça em resposta a Felipe, enquanto não tirava os olhos da mão dela.
Felipe percebendo meu olhar ergueu o vestido dela e passou a apertar sua mão sobre a dela, enquanto levava a boca aos seios da mesma e começou a chupa-los. Aquilo estava me excitando. Eu abri minha bermuda e coloquei a mão em meu pau sobre a cueca, comecei a massagea-lo enquanto fitava os dois.
Lisa desceu do colo dele e se ajoelhou entre suas pernas, abriu a bermuda do mesmo rapidamente, e a puxou junto com sua cueca fazendo o pau dele saltar pra fora, e preciso confessar, era maior do que eu imaginava. Felipe levou as mãos a cabeça dela e suspirava enquanto pedia. - Isso vadia, chupa seu homem. - Lisa fazia o que ele pedia enquanto me encarava. Primeiro começou a punheta-lo até deixar seu pau bem duro, depois deslizou a ponta de sua lingua das bolas até a cabecinha do pau dele, depois abocanhava o mesmo e chupava apenas ali, enquanto usava uma das mãos pra massagear as bolas dele e a outra continuava punhetando o mesmo. Sem aguentar eu também me livrei de minha bermuda e cueca e comecei a me masturbar enquanto me deliciava com aquela cena. Eu punhetava devagar, mas com pressão. Felipe olhava pra mim e dava risada, e depois voltava a olhar pra Lisa, que havia começado a chupar seu pau inteiro. As vezes ela tirava ele da boca e apenas batia a cabecinha em sua lingua, eu podia ver o fio de baba que formava entre eles. Não demorou muito, ela largou o pau dele e engatinhou em direção ao meu, confesso ter ficado nervoso, mas isso logo acabou quando senti a boca dela primeiro chupando minhas bolas, o que me vez gemer quase que instanteneamente. Depois ela subiu a lingua pele meu membro e circulou na cabecinha, lambendo bem rapido na pontinha dele. Eu revirara os olhos delirando com aquilo. Quando abri os olhos, Felipe estava de pé em minha frente, ele se masturbava com certa velocidade, e eu me assustei um pouco, pois o pau dele estava muito práximo a mim.
Lisa tirou a boca de mim e ficou apenas me punhetando, ela me olhou com uma cara de safada e fez o pedido. - Chupa ele pra mim Nick. - Primeiro eu me assustei com o pedido dela, mas ela passou a me punhetar com mais vontade e eu fiquei meio sem reação. Felipe então apoiou um dos pés ao meu lado no sofá e aproximou mais o pau de minha boca. Eu segurei um pouco sem jeito e fui engolindo aos poucos. Passei a fazer um vai e vem nele apertando meus lábios em volta, e ele apoiava uma das mãos em minha cabeça forçando para que seu pau entrasse mais fundo. Com o tempo me acostumei com aquela sensação e comecei a chupar com mais vontade, sugando a cabecinha dele e também circulando minha lingua em volta dela enquanto Lisa fazia o mesmo em meu pau. Uns segundos depois ela subiu e começou a chupar as bolas de Felipe enquanto eu continuava no pau dele. As vezes eu forçava a cabecinha contra a minha boxexa e aproveitava pra conseguir coloca-lo todo em minha boca. Felipe começou a liberar alguns gemidos e eu então fui parando com meus moviementos, e Lisa também fez o mesmo. Ele se afastou de nás e Lisa se levantou tirando toda a sua roupa rapidamente. Ela empurrou Felipe contra o sofá e subiu em cima dele. Segurou seu pau e eu vi ele entrando inteiro na buceta já enxarcada dela. Eu voltei a me punhetar enquanto assistia aquilo. Lisa quicava no colo dele enquanto o mesmo chupava seus seios. Ele dava alguns tapas na bunda dela e a puxava com força contra seu corpo, era essas horas que eu ouvia os gemidos dela. - Isso, me fode gostoso. - Ela pedia enquanto acelerava os movimentos em seu colo. Felipe deslizou as mãos pelo corpo dela e segurou firme em sua bunda, afastou um pouco ela e se ajeitou no sofá fazendo com que Lisa ficasse mais impinada. - Vem Nick, vem meter na minha putinha, ela tá te esperando. - Sem pensar duas vezes me levantei e me coloquei atrás de Lisa. Segurei meu pau e encaixei apenas a cabecinha dele na bunda de Lisa, ela soltou um gemido um pouco mais alta e ficou parada. Eu fui empurrando com cuidado pra frente, estava quente e apertado, do jeito que eu gostava, e a cada pedacinho que entrava ela soltava um gemido mais alto. Quando coloquei todo pra dentro também deixei um gemido escapar, e então Lisa começou a se movimentar de novo. A cada rebolada que ela deva no pau de Felipe eu estocava meu pau com um pouco mais de força no seu cuzinho. Segurava firme em seu quadril e puxava contra meu pau, sentindo ele entrar inteiro. Os gemidos dela me deixavam cada vez mais alucinado, e não demorou muito eu comecei a sentir meu pau pulsando. Felipe continuava a chupar os seios dela e ainda dava uns tapas em sua coxa. - Tá gostando né safada? - Ele perguntava a cada tapa que dava, e Lisa falava que sim entre os gemidos. Eu não conseguia mais me segurar, então tirei o pau de dentro dela e acabei gozando no finzinho de suas costas, eu pude ver meu gozo escorrendo pelo vão da bunda dela e quando ela sentiu olhou pra mim com desejo. - Gostoso. - Apenas sussurrou enquanto ainda rebolava so pau de Felipe. Eu me afastei um pouco e continuei olhando aquela imagem. Lisa as vezes quicava outras horas apenas rebolava, e Felipe apertava as coxas dela com força, e depois a segurou firme contra seu corpo. Eu achei que ele tinha gozado, mal sabia eu que ainda tinha mais. Ele tirou ela do seu colo e a puxou pro quarto, dizendo que eu devia segui-los. Essa hora meu pau já estava duro novamente, pronto pra outra.
- Hora de realizar mais uma fantasia da minha putinha. - Disse ele ao chegar no quarto. Lisa sorriu animada e me mandou deitar invertido na cama, com os pés pra cabeceira. Eu fiz exaamente como ela mandou. Ela subiu por cima de mim e deixou a bucetinha, era rosinha e lisinha, e tava toda molhadinha, do jeito que eu gosto, sobre minha boca. - Me chupa. - Ordenou ela, enquanto caia novamente de boca no meu pau. Eu apenas soltei um leve gemido e fui logo afundando meu rosto na buceta dela, primeiro lambi na sua entradinha e depois fui esfregando meus lábios por toda ela. Chupei primeiro cada um de seus lábios, esticando-os até que escapassem de minha boca, depois me concentrei em seu clitores, apenas lambendo ele rapidamente com a ponta da minha lingua primeiro, até senti-lo durinho. Foi ai que Felipe veio por trás e meteu de uma vez sá na buceta dela. Ela apertou os lábios com força no meu pau me fazendo contrair todo pela pressão e então o tirou da boca. - Deliciia. - Sussurrou ela. Felipe começou a estocar o pau dele com força nela e eu continuei a lamber o clitores, os movimentos dele faziam que a buceta dela esfregasse toda no meu rosto, me levando ao delirio. Ele enterrou todo o membro nela e começou a apenas rebolar, fazendo com que Lisa desistise de me chupar e apenas me punhatasse, deixando assim os lábios livres, para liberar os gemidos que estavam cada vez mais altos. Eu levei a boca até as bolas de Felipe e chupei uma de cada vez, e eu pude ouvir ele gemendo enquanto eu fazia isso. Depois voltei a chupar o clitores da Lisa, dessa vez com mais vontade, sugando ele todo pra dentro da minha boca e esfregando a lingua nele tambem. Felipe voltou a estocar com velocidade e força, na posição que eu tava, eu conseguia ver o pinto dele todo entrando. Lisa gemia e estremecia um pouco e eu afundava ainda mais a boca na buceta dela, arrastando de levinho os dentes por ele. Quando percebi que Felipe começou a gemer mais constantemente notei que não ia demorar muito pra ele gozar. Sai de baixo de Lisa e me ajoelhei de frente pra ela. Puxei seu cabelo e pedi. - Chupa vai. - Falei enquanto deslizava a cabecinha nos lábios dela, que não demorou muito a abocanha-la inteira. Ela começou a sugar meu pau com força me fazendo delirar, enquanto Felipe metia lentamente mas cheio de força. Senti meu pau pulsar na boca dela e no mesmo instante Felipe soltou um gemido mais forte, depositando seu gozo todo dentro da buceta de Lisa. Eu segurei firme na cabeça dela e comecei a mover meu quadril rapidamente até não aguentar mais, tirei meu pau da boca de Lisa e fiz ela se deitar de costas na cama, apontei meu pau entre seus seios e gozei ali mesmo, caindo exausto na cama depois.
Ficamos os três ali, exausto, deitados na cama, até que os dois adormeceram e eu peguei minhas coisas indo embora.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos reais eroticos na formatura casaissacanaje no exercito policias cuzudasconto minha vizinha de doze anos ficava se exibindo pra mim eu a fodicontos minha filha novinha deitou com eu e a sua mae...e a pica comeuIncestoconto.meninasjakelini meu sogro tem pauzaocontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosele veio com o pau na minha bunda no tremMendigos se madturbando altocontos eróticos vou arregaçar essa vagabundawww.contos eroticosmeu pai me fazendo carinhomeu tio velho ajudou eu e minha prima perder o cabaçoContos minha irmã e minha putaincesto reais irmão tirando virgindade de irmã pequena em van escolarcontos fudendo com priminhs de dose snosconto erotico gata no meu colocontos de danadinhas com homens casadoscontos eroticos a filha do pastorcontos eroticos arrombando a gordatravesti e sua avó conto eróticoContos eróticos tremContos eroticos minha esposa e o senseicontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos de irmã e irmão, irma com mega bundaoeu confesso encoxeicontos eróticos esposa de 60anos com farra na camacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteMeu sogro arrombou meu cuzinho-RelatosFui violada por pirocao contos eroticosconto enteada cabacocontos eroticos gay meu tio de dezenove anos me estuprou dormindo quando eu tinha nove anoscomi meu aluno lercontos curtpscontos eroticos do chavesmeu tio e minha esposa 1 contos eroticocontos fotos esperimentando rolaArombaram meu cuzinho quando pikena conto eroticotive que dar contos eróticoscontos eróticos minha nora cuidando de mimprofessor cacetudo comendo o cuzinho do menino afeminado no banheirocontos minha mulher transava e me beijavaconyo erotico pai e filha ahh uhh mais meterabinho impinadinho em fio dental da irmaai meu rabo contosmendigos me violaram contos eróticoscomi minha cunhadinha contos eroticostroca casais no acampamentos contos eróticoconto mariido. paga roludo comet.a espoxsacontos eroticos velha greludacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevideos porno sobrinho olha tia no banho els da ums licsocontos passando pomado no cu da mamaecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentegordo do apartamento conto eroticocontos eroticos minha mulher gosta de apertar minhas bolascontos heroticos - brincando de pique escondeContos eroticos puta desde novinhatransei com meu sobrinhosexo aos14 pornodoidocontos eróticos gay lambendo o cu do macho heterocontos eroticos minha sogra franciscaminha primeira traiçãocontos eroticos praia com a familiaContos eroticos Tia veridicocontos eroticos:engravidei do meu filhoenteadinha putinha contosamigas pegao mendigo na rua da banho e depois/punheta/elexvideo pornozinho inpinadinha onlinegarota da buceta grande cetado nado negãocotos meu e pousodo vaì mete na baceta da sua tia tabem cache:http://okinawa-ufa.ru/conto_20940_assalto-no-condominio.htmlcontos dormi de fio dental e me ferreicontos desejada pelo cunhado