Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PEDRO E EDUARDO

Oi, me chamo Pedro. Certa vez, eu estava em uma festa com algumas amigas, e nessa festa conheci um menino que me chamou muita atenção. O nome dele, Eduardo. Estava acompanhado de Bruna, outra amiga minha. Eu nunca tinha visto Eduardo em nenhum outro lugar, nenhuma festa, nenhum bar, nem com ninguém. Quando vimos Bruna na festa, logo fomos cumprimentá-la, e ela apresentou Eduardo para nás. Pelo seu jeito, logo percebi que ele era ~do babado~. Quando nos cumprimentamos, olhamos um para o outro, apertamos nossas mãos e sorrimos. Aquele sorriso me deixou completamente apaixonado. Precisava desse menino para mim! Lá pelas tantas, chamei Bruna para conversar, e perguntei mais do amigo dela. Bruna me contou que Eduardo era muito legal, e que também queria me conhecer melhor. Quando Eduardo voltou do banheiro, convidei ele para tomarmos um drink. Nos dirigimos até o bar, e pedimos duas doses de vodka com soda (rs). Ficamos ali bebendo e nos conhecendo melhor. Eduardo era um menino muito inteligente e muito simpático também. Quanto mais ele falava comigo, mais eu me apaixonava. E aquele sorriso, me deixava quase louco. Depois, convidei Eduardo para darmos uma volta fora da boate, para tomar ar fresco. Chegando lá fora, fomos andando em direção ao estacionamento e conversando. Falei para irmos até práximo do meu carro, pois logo eu iria embora, e se ele quisesse uma carona, eu poderia deixá-lo em casa. Ele aceitou. Quando chegamos ao meu carro, peguei em sua mão, olhei dentro de seus olhos, e o abracei forte e beijei-o com vigor. Era tão maravilhoso estar beijando aquele menino tão lindo e fofo. Eu estava nas nuvens. Ficamos um bom tempo ali, nos beijando, quando decidimos entrar no carro. No carro, continuamos nos beijando, e eu parei por um instante e disse para ele ?acho que me apaixonei?. Eduardo apenas sorriu e voltou a me beijar. Conforme nos beijávamos, eu ia passando minhas mãos pelo corpo de Eduardo. Pude ver que ele estava excitado tanto quanto eu. Sussurrei em seu ouvido se gostaria que eu chupasse ele, e ele concordou apenas sorrindo. Fui então puxando sua calça para baixo, deixando-o sá de cueca. Pela cueca pude perceber o tamanho de seu pênis, que parecia ser bem grande. Por cima da cueca, fui beijando seu pênis, mas fui interrompido por ele, que puxou minha cabeça para cima, e falou em meu ouvido ?vamos para outro lugar?. Concordei e fui com ele para meu apartamento. Chegando lá, na porta, os beijos recomeçaram, e fomos até o quarto nos beijando. Chegando lá, comecei a tirar sua roupa. Ao tirar sua camisa, pude ver o quanto Eduardo era gostoso. Um abdômen bem definido, que logo comecei a beijar. Deitei-o na cama e fui por cima dele, beijando todo o seu corpo. Quando cheguei em sua calça, abaixei-a e continuei o que antes havia começado. Beijava seu pênis por cima da cueca, que estava duro como rocha. Não aguentei mais e tirei seu pênis para fora e comecei a chupá-lo. Seu pênis era maravilhoso. Chupei a cabeça, depois as bolas, e colocava-o inteiro na boca. Eduardo urrava de prazer. Eu percebendo que ele estava quase gozando, parei de chupá-lo e voltei a beijar seu corpo, beijando sua boca novamente. Fui até sua orelha e falei ?quero ser sá seu esta noite?. Eduardo me abraçou forte e me foi por cima de mim. Me beijando, ele começou a tirar minha roupa. Conforme tirava minha roupa ele ia me beijando. Que maravilha era aquilo. Quando chegou ao meu pênis, ele começou a chupá-lo freneticamente. Eu estava adorando tudo aquilo. Eduardo era maravilhoso. Enrosquei minhas pernas ao redor do corpo dele e falei ?me come!?. Eduardo então pegou uma camisinha no bolso de sua calça, colocou-a e começou a me penetrar. Primeiro colocou a cabeça, e aos poucos, seu pênis foi deslizando inteiro para dentro de mim. Então Eduardo começou a se movimentar, e eu estava ali, na posição frango-assado, delirando de prazer. Abracei-o e continuei a beijá-lo. Era descomunal o prazer que sentia ao ter Eduardo dentro de mim. Quando ele estava quase gozando, falei para ele que parasse, pois queria chupá-lo. Eduardo então novamente deitou-se na cama, e eu passei a chupá-lo. Logo Eduardo gozou, dando golfadas fortes dentro de minha garganta. Engoli tudo. Depois abracei-o bem forte, e dormimos. No outro dia, levei Eduardo em casa, e ao nos despedir, demos mais uns beijos, e falei novamente ?estou perdidamente apaixonado?. Eduardo somente sorriu e entrou em sua casa.rnrnQuem quiser entrar em contato, meu email é [email protected] adoro conhecer gente nova. Leiam meus outros contos que publiquei nesse site :)

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos a madrasta pretaconto erotico mendigocontos eroticos arrombando a gordapequenina conto eroticoconto lesbico tia iniciando a sobrinhaeu trinquei o meu pau na mão dela contos eróticoszoofilia googleweblight.comcontoseroticosmao tempo em que ele para e diz"essa buceta é minha"conto erótico incesto feminino mãe confessa que lambeu filhamenininha conto eroticocontos eroticos arrombando a gordaanã puta contocontos eroticos arrombando a gordaContos iniciano as garotinhascomto erotico. novos com nifetinhas esetoelena senta na pica duracontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cão juntas analpapai poi teu caralho na minh conacontos eroticos de padrasto chupador.de.greloconto erotico meu genroconto eróticos pai pauzudo e filha baixinhaescurdo bucetona arreganhada foto delastrai meu marido e ele arrombou meu cubuceta inchada da cunhada...contosdava pra ver sua buceta,conto lesbicocontos eroticos eu e meu filhosandra trasano com amigo na casa delemeio das pernas uma pica dava inveja grossura esposa   Contos Eroticos Dando a Buceta Pro Meu Vizinho Brennozoofilia cavalo violentos o dedãopegando amiguinha da filha no banho e gozando na bundinha delaLevei minha morada para trás do muro da escola e transei com elacontos estrupadas no metroconto erotico meu cunhado viajou maninha pediu pra eu ficar com elatesao chefepau grande alongado contoscontos namorada chupa rola de outro escondidocontos porno de chorocdzinhas lindas contosconto erótico enteada querendo dar po padrastocontos eroticos garotinha dormindo no colo do padrinho de pijaminhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos gay meu vizinho negro de dezesseis anos me enrabou quando eu tinha oito anosnelma putinha rabudaConto minha filha so de fio dentallésbicas chupando sopinhasminha amiga sapa e eu chupando contocontos por causa da chuva comi um cucontos felipe comeu minha mulhrerxcontos de familia minha familia w evangelica mas fpmos na praia de nutismoComi minha tia de 19 Anoscontos eroticos menageEstouraram meu cuzinho na viagem contoscontos de sexo comendo a amiga da minha mulher foi ela que pediucontos eroticos com sobrinhaHugo tá gostosinho de comercontos eroticos castracao com medicacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteminha irma chorou quando tirei seu cabacinhoContos rebolo na caceteconto erotico meu pai se casou com uma travesticonto erotico meu marido ficou bebado e aproveitei a festacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos na praiamulherdeparararua.blogspot.comgozei no copo e dei pra minha tia bebeu contoscontos eroticos de incesto de pai pasto e filharelatos de novinhas que fuderam com o cunhadocontos gays papaizinhoconto real tia se masturbando sobotando caralho no cu do bebadoeu estava louco pra chupar atravestiminha sobrinha eu vou sempre fuder ela no motel conto eroticocontosperdendo a virgindade bem novinhaconto erotico gata no meu coloEu Bêbado e Ela Se Aproveitou Contos Eróticosconto erótico comendo o c****** da cunhadapura foi dar pra cavalo e acaba com a buceta estorada