Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TARDE DA SIRIRICA ENTRE ESCRAVAS ? DOMADOR I

Primeiramente agradeço a todos os contatos (e-mails) que tenho recebido de homens e mulheres, e todos são respondidos.rnDurante algum tempo acumulei pessoas que podem ser consideradas simpatizantes, SM, admiradores (HM) e curiosos (HM) ? jamais criei qualquer tipo de restrição, ate porque BDSM ? é considerado um TABU MUITO GRANDE SOCIAL (não para mim é claro).rnResolvi apás um pedido de uma escrava promover o encontro de escravas e submissas, para que elas se conhecessem e mais se interagissem quanto a DESEJOS FEMININOS.rnTudo isto fiz em razão dos mais lágicos e absolutos desejos femininos de estar com outra mulher e ao mesmo tempo ver as suas reações, admito não existe nada mais BELO DO QUE UMA MULHER EM SEU MOMENTO DE PRAZER TOCAR A SIRIRICA ? E VER O SEU ROSTO DE SATISFAÇÃO.rnConvidei 19 mulheres (com direito de levar 1 convidada) todas com idade de 20 a 46 anos, entre escravas e submissas, alem de algumas que entrarão em contato pelo e-mail para uma tarde especial de prazer, para ir ate o local deveriam estar vestidas conforme convite: vestido com abertura lateral ou conjunto social, ir sem calcinha, salto alto, maquiagem leve e perfume suave ? levar: maio branco transparente ou espartilho (completo) com calcinha de renda.rnNa hora marcada (14:30h) começou a chegar às mulheres: loiras, morenas, negras, uma oriental e uma ruiva (natural) no total de 19 eu me surpreendi, e pedi para que a minha escrava DORA ? recepcionassem as convidadas, foi feito isto, eu de terno ? olhava cada uma delas e contemplava cada detalhe de corpo e rosto das convidadas.rnA DORA me apresentou a cada uma que estava no local e eu expliquei o porque do convite e agradeci pela presença e as deixei a vontade, a minha única exigência daquele momento em diante é que elas estavam em um ambiente seguro e aproveitasse ao Maximo, pois somente o prazer seria permitido, portanto elas teriam ate as 18:30h para aproveitar tudo que foi proporcionado, e voltariam para casa sem levantar qualquer suspeita da família.rnApresentei o quatro da dominação, o da submissão e o do prazer, nada de extremo ate porque o meu intuito era mostrar como deve ser apás iniciada.rnHoje eu seria apenas o anfitrião ? somente e se somente vocês me contagiarem com o prazer e as suplicas entrarei na festas de vocês, todas fizeram uma AAAAAAAAAAAAA em coro, mas mesmo assim deixei a DORA comandar a festa.rnA DORA na sala do prazer pediu para que todas se trocassem, parecia que 19 haviam combinados ? somente uma estava de maio inteiro transparente com abertura no fundo e com um coleira ? escrito SUA CADELA, Madalena, morena, casada 20 anos, 1,65 altura, 60 kg, malhada, sorriso e rosto lindo, bom como ela estava diferente ? a DORA a pegou pela mão e a colocou em uma cama redonda que fica no meio do ambiente da sala e iniciou a sessão com beijos e caricias pelo corpo, de leve foi descendo em direção a xota de Madalena, e ela gemia alto, e a DORA aproveito e convidou as outras para perto de Madalena, apás poucos todas estavam envolvidas, se beijando e acariciando o corpo de outra pessoa, mas uma pessoa não estava curtindo era a Ana Clara fui ate ela e perguntei falando no ouviu esta faltando alguma coisa CADELA??? ela apenas olhou e balançou a cabeça como dizendo SIM, chamei a DORA e disse a ela ? agora assuma o meu papel de dominadora e ensine as VADIAS como se goza !!!rnImediatamente a DORA mandou todas irem para o quarto da dominação e pegar as vendas, rapidamente obedecerão, e voltarão para o ambiente colocarão a venda e a DORA separou em dupla e mandou ? agora vocês irão se chupar 69, entendeu quero ouvir urrou de prazer e quem fazer a outra gozar primeiro te o direto de ir mamar o cacete do MESTRE, foi um momento de prazer, algo aconteceu no ambiente, agora elas vendadas, tudo mudou a vergonha e a resistência deram lugar ao inesperado e surpreendido.rnVi todas aquelas beldades com seus seios maravilhosos expostos, as posições alternavam constantemente como as parceiras também se direcionavam pelo tato, as xotas meladas os lábios ressecados pelo momento do prazer, os grelos molhados pela a saliva e o liquido que saída da xota, ANA CLARA era a que mais se esforçava para faz a RUTE gozar e que por sua vez fazia a mesma coisa com ela, de repente a RUTE abocanho a xota da ANA CLARA inteira e segurando forte o quadril (abraçando-a pelas costas) de ANA CLARA a fez gozar, e neste instante foi sequencial praticamente todas ao mesmo tempo.rnApás isto mandei todas tirarem as vendas e peguei uma cadeira e mandei a ANA CLARA, você gosta de se aparecer eu mostro como você é CADELA, sente-se de frente para elas abri as pernas bem devagar e mostre a sua xota, vi no seu lindo rosto uma sorriso de tesão as outras observavam e ela estava aDORAndo fazer o que eu estava ORDENANDO abriu mais as pernas e as outras estavam vidradas com aquela visão, confesso que eu já estava de cacete duríssimo com aquela xota depilada, agora eu dava a ordem para ela falando diretamente no ouvido você ANA passar o dedo pela xota, molhe os quatro dedos com a sua boca (saliva) e passei na xota inteira e com o dedo do meio bata de leve no grelo ? e vocês acompanham ela na siririca, ela ANA se masturbava com tanto tesão que gemia, delirava, de olhos fechados, mandei a ROSE vir para perto dela e tirar a mão da ANA da xota e passar a língua somente na pontinha do grelo, ela rapidamente veio e fez isto para sentir o SABOR DE UMA XOTA GOZADA, fiz isto com cada uma delas o tesão de ANA CLARA era tanto que URRAVA A CADA LINGUA QUE SENTIA NA XOTA ate que chegou a hora da FLAVIA ela se aproveitou de tudo e se instalou na xota dela ela sugava, mamava como se aquilo fosse a coisa mais gostosa do mundo e ANA CLARA não se fez de rogada ? pelo contrario se entregou rebolava, mexia pra frente e para trás na cadeira e FLAVIA não tirava a boca, ela chupava e mordia e ANA CLARA não aguentando mais gozou aos gritos FLAVIA mamou, amou se lambuzou, ai sim vi que elas definitivamente tinham entrado no clima, a ANA CLARA estava completamente esgotada, a mandei para cama.rnrnContinuada...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minhas sobrinhas conto eroticoporno cunhada seio duro violadacontos eroticos esposa convida amiga pra fuder com maridoConto de putinha objeto de prazer para todos os machosconto guei fingi dormi emeu primo enfiou o pau na minha bocacontos eroticos de travestis fudendo o tiocom as bolas cheia de porra pra minha mulher contos eroticosConto safado de esposa putacontos eroticos pequenaPrazer Gay:Contos sobre Valentão da minha vidacontos eróticos gays perdi minha virgindade com coroa pauzudocontos eroticos arrombando a gordacomendo mãe e filha contoeu curto cunhada casada fica excitada a dançar com cunhadocontos erotiocs de quando fiquei com meu primo luccacontos eroticoc de senhoras casada se vingando dando o cu pra negoescontos sexo meu filho meu homem surprendida pela minha amiga lesbica contos eroticoscontos eroticos. traiconto erotico transex se produzindo para encontrof****** o c****** da cunhadinha s*****empregada é chatagiada pelo patra e tem qui sar a bucetacontos esposa branquinhaContos eróticos estuprada no ónibusContos eróticos curtos de tia fodendo com cachorrocontos porno pedreiro pica jumentoMeu sogro cheirou minha calcinhacoroa de 40 carenteconto eroticos comendo a irma de perna quebradaconto erotico me inseminaaventuras sexuais de minha esposacontos eroticos com cu ragadoscontos eróticos com mamãeconvidando amenina pra fudecasalnacamatrepandoconto erótico nru marido me fez da pra um cão negao marido de aluguel com casadas contoscontos sem pudor com a menininhafudida por incomendaminhaboquinhacontosesposa querendo rola preta contosesposa cheia de porra na festa casa dos contoscontos eroticos vestido colado e curtoconto erotico incesto sonifero filhacontos eroticos de lesbicas espiando os pais transando e fazem o mescontos eroticoscunhadinhas muito safadacontos eróticos esposas traduzidas na minha frentecabritiha deliciacontos eróticos meu padrasto lambia minha buceta como loucocontos eróticos minha sobrinha de vestido sem calcinha no meu colcontos gays pedreiroscontos eroticos esposa do meu amigo no tanquecontos eroticos meu cunhado estourou meu cabacinhoo bundao da minha sogra contoConto comendo a gorda casadacontos eroticos esposa manda no cornoconto mulher casada rabuda dei pedreirocontos eroticos sou uma coroa safada adoro pica de adolecentehttp://contos erodicos matrinha e o primo e a prima transandocontos eroticos comendo mae do amiFui estuprada com penis de borracha contoconto de sexo com sogra na praia de nudismocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentegostosa acediou o massagista pornocrente viciada em engolircontos erotico comendo trans no onibusrelatos eroticosde portuguesas de noVinhas estrupei minha irma escondido dormindo contocontos eroticos coroa crentefotos da buceta da mae contoscontos eroticos garotinhaContos eroticos cunhada safada jeovabundagrandechortinhocontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosfui encoxada no tremcontos eroticos na rocacontos arrombei o cu dela no pique esconde