Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A MULHER DE MEU QUERIDO AMIGO

A mulher de meu querido amigo.



Sou moreno claro, 1,75 mts, 72 kg, formado em engenharia e fanático por sexo, desde que feito com bastante sacanagem e cumplicidade.



Tenho um amigo chamado marcos (fictício) que durante umas cervejas disse que era doido para ver sua mulher transando com outro cara e já havia comentado com ela, que ficava com muito tesão mas recusava realizar sua fantasia.



Enquanto bebíamos íamos falando e eu me excitei muito, pois conhecia Marta, mulher de meu amigo, uma mulher encantadora, morena de sol, alta 1,70 mts, corpo de enlouquecer, com uma bunda de fazer inveja a qualquer um e uma boca mais que gostosa.



Ele continuava falando e quanto mais bebia falava de sua vontade em ver outro homem comendo sua mulher, foi ai que eu disse que se dependesse de mim toparia na hora, mas não sabía como poderia fazer isto uma vez que a mesma não concordava, ele me disse que arranjaria um jeito.



Uma semana depois marcos me liga e disse que precisava falar comigo pois havia arquitetado um plano, marcamos para um barzinho onde fui mais que depressa, pois mais louco que ele estava eu que queria comer sua mulherzinha.



Quando cheguei marcos já se encontrava lá, pedi um copo e comecei a beber junto com ele que logo me disse o plano, que era o seguinte: ele iria estar com sua mulher na sua casa, eu estaria escondido em um canto dentro do muro de sua casa, como se estivesse pulado o muro e encapuçado fingindo ser um assaltante, renderia os dois, ele trataria de acalmar sua mulher, eu amarraria ele e estruparia sua mulher sob ameaça de que se não cedesse mataria os dois.



Achei aquilo meio complicado e perigoso, mas meu tesão era maior e resolvia aceitar. Combinamos então para o dia seguinte, uma sexta-feira.



Assim foi feito, entrei junto com marcos pelo portão de sua casa e me escondi em um canto, marcos entrou em sua casa foi se encontrar com Marta, ela havia tomado banho e se perfumara toda, pois ele havia combinado com a mesma de sair para um motel. Fiquei por ali esperando a porta se abrir para que eu pudesse render os dois, coloquei o capuz e quando a porta se abriu, apareci e rendi os dois levando-os sob a mira da arma (um revolver de brinquedo), pedi calma que não iria acontecer nada com eles, peguei uma corda que eu levava e amarrei Marcos na cadeira, retirei sua carteira pequei o dinheiro e recolhi outros pertences, fingindo ser um bom assaltante. Depois fui ao ouvido de Marta que estava muito assustada e falei que se ela fosse boazinha nada iria acontecer, mas se ela não cooperasse mataria os dois, ela soluçava e marcos lhe falou para fazer o que eu queria, que seria melhor para eles.



Marta soluçava e chorava baixinho, pedi para tirar a roupa o que fui prontamente atendido, pedi para que se aproximasse, ela veio tapando as partes intimas, eu falei eu seu ouvido que se ela colaborasse seria bonzinho com ela e não a machucaria, mas que ela tinha que parar de chorar. Ela consentiu com a cabeça e começou a se acalmar.



Pedi para ela tirar minha roupa devagar, ela foi tirando e já notou meu pau extremamente duro, desci sua cabeça até ele e sem precisar dizer nada ela começou a pagar um delicioso boquete, eu olhava marcos e ele sorria e se excitava com aquilo.



Marta já estava bem calma chupava meu pau com gosto, parecia que estava gostando daquilo, foi chupando cada vez mais gostoso, parece que queria me fazer gozar para ver se eu a deixava em paz, foi mais ou menos isso que aconteceu gozei em sua boca e a fiz engolir tudo, ela lambeu mais meu pau e deixou ele limpinho.



Eu disse que agora iria retribuir a gozada maravilhoso, ela dizia que não precisava, que não queria, mas a deitei no sofá e comecei a mamar aqueles peitos deliciosos, fui descendo pela barriga e quando cheguei a sua bucetinha, já estava muito molhada, ela estava muito excitada e tentava disfarçar que estava gostando. Comecei a chupá-la bem de leve e notei que ela começou a apertar meu braço, fui chupando cada vez com mais intensidade até que ela gozou, daí a levantei e a pus de quatro, fui a sua frente e fi-la chupar novamente até que meu pau ficou duro novamente, daí fui por atrás dela que permanecia de quatro e fui enfiando devagarzinho em sua buceta, ela começou a gemer e quando comecei o vai e vem ela já rebolava e gemia no meu pau, gozou umas 3 vezes antes que eu gozasse.



Fui ao banheiro junto com ela para lavarmos as partes intimas e quando voltamos fiz ela novamente pagar outro boquete, quando o pau já estava duro novamente, coloquei-a de 4 e disse que iria comer seu cuzinho, ela disse que não, que fizesse outra coisa, mas não teve jeito, lambi seu cuzinho, fui enfiando um depois outro dedo e ela começou a gostar novamente, quando vi que já estava no ponto dei uma cuspida no meu pau e outra em seu cuzinho e fui enfiando, deu trabalho e doeu um pouco, ela gemia de dor mas quando estava tudo dentro ela foi se acostumando e começou a rebolar novamente e deu uma gozada tremenda, eu bombei mais um pouco e também gozei.



Pedi par ela ir se lavar, quando ela foi par o banheiro, aproveitei me despedi do meu amigo e fui embora. Ela voltou e marcos disse que eu havia ido embora ela o desamarrou e no outro dia ele me ligou agradecido, disse que foi fantástico e que agora estava realizado.



Se você gostou deste conto verídico, vote nele.



Se alguém tem alguma fantasia parecida e quiser realizar, me mande um e-mail, sou de Brasília – DF.



[email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de coroa com novinhofoi da aboceta vije e a rombosexo contos mendiga estuproContos eroticos com velhosfilho tirando a calcinha da mãe . ...mas mesmoconto virgem enrabadacontos eu homem casado dei o cuuma buceta enchada de ter cido estruprada samgrandoarrombarao minha filhinha na festa da empresa contos erticoswww.contos eroticosmeu pai me fazendo carinhominha mae com a buceta peluda contoConto erotico esposa vendadacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteos amigos do marido contos eróticoscontos eróticos irmã calcinha dormindocontos tava batando uma derrepente minha prima me pegacontos erotico a bunda da minha norinhaMulher que gosta de ser curradascasada recebe proposta indecente contoscontos dormi de fio dental e me ferreicasadas putas fodendo com preso contominha mulher me comeumeninas piranhas de calcinha fio dentalcontos eroticos arrombando a gordaisso viadinho engole essa rola vou estrupar sua gargantacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico cornosobrinha de calcinha na piscina contosContos eroticos da esposa safada com o marido deficienteContos eróticos gay Comido pelo Amigo do meu paiele e uma puta fode com todos contocontos eróticos sobre sobrinhabucetudahome pega amulher de com o melho amigo transano e fi loucoconto meu cao socou tudo no meu cucomtos.eroticos mimha esposa gosta de varias rolasmeu marido viu os amigos dele me comerem contosencesto mae envagelicaconto erotico o cheiro da minha tiahistoria porno de meninas com seu irmao tarado nocamptransei com meu com meus dois professorescontos eróticos uma amiga vendeu a buceta da minha esposaesposa depilando no banho contosmorena cabelos pretos seios durunhos e aureulas escuras deliciaConto minha filha so de fio dentalEstuprada pelos cachorros contos eroticosPutinha do papai contocontos eróticos velhinho transando com jumentocontos erotico o dia que comi a minha sogra sem camisinhaconto meti no cu da mae e ela chupou o pau do cao provoquei meu pai e levei no cuzinho contoeu conto sou casada meu cunhado me pegou a focacontos erotico de esposa traindo cornocontos eroticos tio comendo sobrinhasflgle minha tia ser mastubandocontos de meninos descobrindo a punhetaContos eroticos minha esposa rabudame excito com meu sobrinho relatospaguei minhas conta com a buceta levei vara sem do contos eroticosaprendi dar o cu com meu genro contosSsssssss aaaaaaaiiiiiiiii gostoso gay transandoconto tia gostosa de microcalcinhaContos punheta dupla[email protected]mão amiga trêm metrô onibus show contos eróticoscontos eroticos gay meu padrasto de vinte e quatro anos me enrabou dormindo quando eu tinha nove anosConto com foto vizinha peluda de vestido no matoultimos contos eroticos de bundudasContos erotico marido bracinho corno de negaoconto erotico seduzindo irmaoContos de idosas loiras com mais de 70 anos dando cu para negros bem dotadoscontos meu primo novinho foi dormir comigo e eu comi o cu delevidio porno coroa usando perbuda curtinha mostrando metade da bundamulher dominando casalconto de encesto sou filho unico meus pais viajarom e eu fui com elesdando o cu no cine aroucheconto erotico namoradinhos de infancia