Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NOITE DE ESTRÉIAS

Sempre fui um cara normal, com gostos normais, em matéria de sexo. Depois de começar a navegar na internet, e começar a visitar sites pornôs, e ver fotos de amadores, comecei a perturbar minha mulher, até convence-la a deixar eu tirar algumas fotos dela de saia sem calcinha, sem blusa e sem sutiã, mostrando os seios, fotos por baixo da saia, mostrando sua buceta e seu cu. Disse-lhe que era para eu levar comigo, para eu poder olhar para ela nos hoteis. Como naquele tempo as cameras não eram digitais, eu tinha que mandar revelar as fotos, Mas, como eu viajava muito, mandava revelar as fotos em cidades onde não era conhecido, assim, o pessoal da revelações não conheceriam nunca a mulher das fotos. Depois de reveladas, eu comprei um scaner, para poder colocar as fotos dela nos sites, sem ela saber.( Até hoje procuro por aquelas fotos, nunca mais vi, mas, na época, vi todas elas serem colocadas nos sites, e ficava imaginando quantos homens estariam vendo as fotos da minha mulher, batendo punheta olhando para sua buceta, para seus seios, para sua bunda. Ela sempre foi uma mulher bonita, com a bunda empinadinha, os seios razoavelmente firmes, para uma mulher de 40 anos, que ela tinha na época. Num hotel que eu fiquei, uma vez, mostrei as fotos dela para o porteiro, ela endoidou, pediu emprestado, foi para o banheiro da recepção, bater punheta olhando para aquelas fotos. Saí dali, liguei para minha mulher, contei para ela, ela ficou furiosa comigo, por eu ter mostrado as fotos para o porteiro, mas ele não sabia de quem eram as fotos, então, ela podia ficar sossegada. No final de semana, quando cheguei em casa, ela me chamou no quarto, e veio me pedir explicações sobre eu ter feito isso, de mostrar as fotos dela. Falei a ela que´não que tinha demais mostrar para um homem que não a conhecia, e que ficou louco de tesão pela sua buceta. Ela não concordou muito, resolvi então mostrar a ela o que eu tinha colocado na net. Achei em uma pagina duas fotos dela, e chamei-a para ver. Primeiro ela olhou e disse que não queria saber de ver fotos de mulheres nuas, então, mostrei a ela que eram as fotos que eu havia tirado dela, sá que eu havia colocado uma tarja no rosto dela, e mudado a cor das saias e das roupas dela. Quando ela viu que eram suas fotos, ficou braba, e saiu dali dizendo que eu havia enlouquecido. Na hora de dormir, ela me perguntou o que eu tinha na cabeça quando fiz aquilo, de mostrar o corpo dela pela net, eu disse a ela que aquilo me deixava cheio de tesão, ao imaginar quantos homens estariam, nesse momento, olhando aquelas fotos. Ela não disse mais nada, masd, naquela noite, fizemos sexo com muito mais vontade do que andavamos fazendo. Perguntei a ela se por acaso, ela estaria também pensando o mesmo que eu, para deixa-la com aquele tesão todo. Ela acabou assentindo, quie, de fato, pensar que poderiam estar olhando as fotos de sua buceta em qualquer lugar do mundo, havia deixado ela com mais tesão. Depois disso, continuei a colocar fotos nos sites, tiramos até algumas dela em viagem, em lugares públicos, ela sem calcinha, sentando em bancos de praças, eu na frente, para fotografar quando ela mostrava a buceta ao abrir as pernas. levantando a blusa no meio da rua, sem sutiã. coisas desse tipo. Aí, comecei a ter mais idéias, que ela dificilmente iria concordar, mas, devagar, fui convencendo-a, e com o tempo, consegui faze-la mostrar-se um pouco mais, indo a restaurantes de saia curta, sem calcinha, e de blusa transparente, sem sutiã,para outros homens verem. Quando notávamos alguem olhando para as pernas dela, ela displicentemente, abria os joelhos para mostrar sua buceta, coisas assim. Quando conseguíamos ver alguém de olho, ao chegar em casa, era transa certa com muito tesão. Até o dia em que consegui convence-la a dar para outro homem, na minha frente.Saímos de viagem,fomos para uma cidade desconhecida, no hotel, ela vestiu-se para provocar mesmo, com uma saia bem rodada, e curta, uma blusa bem transparente, sem sutiã e sem calcinha, pronta para mostrar-se inteira. Quando escureceu, saímos, e fomos para um barzinho que o porteiro havia me informado. Lá chegando, quando passamos, muitos homens ficaram de olho nela. Sentamos, tomamos umas cervejas, fingimos uma discussão baixinho, me fingi de brabo, saí, e deixei-a lá sozinha. Me escondi, e fiquei de olho. Logo um homem, que havia reparado nela desde que chegamos, foi puxar conversa com ela. Ela disse que eu havia deixado ela ali sozinha, que ela não conhecia nada, e não sabia voltar para o hotel, ele ofereceu-se para acompanha-la. Ela aceitou, pois ele era um tipo bem apessoado, e saíram do bar. Ele colocou o braço por cima de seus ombros, ela deixou, então, ele deixou a mão cair sobre um dos seios dela, ela não falou nada, ele começou a mexer no mamilo, ela pediu para ele parar, senão, ela não sabia o que podia acontecer. Ele disse-lhe que o máximo que aconteceria, seria eles irem para a casa dele, e ficarem mais a vontade. Ela deu uma olhada para tras, viu que eu estava indo atrás, e concordou com ele. depois de andarem um pouco, ela disse a ele o que nás havíamos combinado, que ela iria na casa dele e transaria com ele, sá que havia uma condição. Eu iria também, e ficaria na posição de expectador, que eu queria ver ela dando para outro. Primeiro ele se espantou, e quis sair, mas, ela convenceu-o que não era nada demais, apenas um casal querendo realizar uma fantasia. Pegou na mão dele, pois por baixo da saia dela, e perguntou se ele não estava afim de comer aquela bucetinha, Ele, ao sentir o contato com os pentelhos dela, e sua buceta úmida, resolveu topar a jogada. Ela então fez sinal para eu chegar perto, que estava tudo combinado. Fomos para a casa do homem, ele estava sozinho, que sua familia havia viajado. Entrando, ela já foi tomando a iniciativa, abriu a calça dele, e colocou seu pau para fora, era um pinto normal, um pouco maior que o meu, estava super duro. Ela começou a mexer nele, batendo uma punheta de leve nele, enquanto eu olhava minha mulher pegando no pau de outro homem. Meu pau também ficou duro na mesma hora, tive que tirar ele para fora e bater uma punheta ali também. Ela tirou sua roupa, ficou totalmente nua, o cara começou a chupar a buceta dela, ela ficou excitadissima, ela se virou e fizeram um 69, até que ele gozou na boca dela. Aquilo foi demais para mim, ver minha mulher engolindo a porra de outro. Ela, que sempre foi tão recatada, nunca me deixou gozar na sua boca, essa noite, engolia a porra de outro. Não pude falar nada, pois ela apenas estava fazendo o que eu havia pedido a ela. Logo depois, ele colocou-a em posição, e começou a penetrar em sua buceta, colocando aquele pinto inteiro dentro dela. Quis participar, ela me disse que por enquanto, eu era apenas espectador, não podia participar. Fiquei na minha, ele fez ela gozar, e gozou também em sua buceta. Ele era um cara na nossa idade, então, para conseguir mais, teria que haver mais motivação. Ele saiu de dentro dela, com o pau murcho. Tomamos um banho os três, e voltamos ao quarto. Ela tentou fazer o pau dele endurecer novamente, mas não estava conseguindo muito. Não sei o que me deu naquela hora, que resolvi ver se eu conseguia endurece-lo, e comecei a massagear o pinto dele. Ela e ele me olharam espantados, mas, deixaram para ver o que eu faria. Para espanto dele, seu pau começou a dar sinal de vida em minhas mãos, coisa que ela não havia conseguido depois do banho.Como eu já estava segurando mesmo, perguntei a ela o que ela achava de ver seu marido chupar um pinto, ela me disse que se eu estava afim, para ir em frente. Coloquei então seu pau na minha boca, enquanto ele se posicionava para chupar a buceta dela, e ela chupava o meu pau. Fizemos um trio de chupetas. Consegui que o pinto dele ficasse duro como no início da noite, e fiz ele gozar pela terceira vez aquela noite, sá que dessa vez, fui eu quem tomou a porra. Perguntei a ela se ela queria um pouco, ela me disse que já havia tomado a parte dela, que eu podia aproveitar tudo, então, engoli tudo aquilo. Ainda tentei fazer ele me comer, mas, não houve mais jeito dele endurecer, sá consegui que ele colocasse uma cabeça meio mole nas bordas de meu cu. Perguntei então a ele se ele não queria aproveitar o meu pau duro para sentir um prazer diferente, ele olhou meio espantado, depois resolveu que aquela era uma noite diferente, que valia tudo, então, levantou a bunda, e eu comecei a penetrar em seu cu. Ele pediu para a minha mulher chupar o seu pinto, enquanto eu o comia. Ela fez isso, e notou que, quando eu penetrei em seu cu, o pau dele endureceu quase ate o ponto de inicio. Ela ficou chupando até eu tirar de sua bunda, e então, como seu pau ainda estava duro, ele me virou e, aí sim, conseguiu penetrar em meu cu, levando até o fundo de minha bunda, fazendo eu sentir seu saco bater em minhas nadegas, como eu havia feito com ele. Ao amanhecer, saímos da casa dele, fomos até o hotel, pegamos nossas coisas, e tomamos o rumo de casa. Depois dessa, já fizemos mais alguns aprontos, mas isso fica para outra oportunidade.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


historias eróticas com coroa de 80 anoscontos eróticos comi a mulher casada aqui na minha casacontos enrabando sobrinha da minha mulhercontos de mulheres q se masturbamcontos eroticos orgia nudistacontos erotecos dei mel rabao pro mel felho toludocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordaContos olhando a mãe daporno.pai.padado.jeu.nabuseta.dafilihafudeu com um cavalo fetixe d mulher contocontos eroticos tres homens uma mulhercontos mulher casada da o cu pro cãoquero ver a rola no cú da Chiquinha gritando vídeo pornôgenro fica só em casa com a sogra por causa da chuva ela gostosa contos eroticosconto erotico sobrinha inocentecontos punheta em calcinha da sobrinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteTrepando gostoso na xana conto eroticoconto erotico dona de casa tranza com entregadoresFui estuprada com penis de borracha contocontos fui cornoconto cabeçudovideo de travesti tirando a virgindade e fazendo elas gozorconto erotico seduzindo meu vovoMe Estruparam No Banheiro da escola contos eroticos gaysminha esposa de shortinho na obra contocontos eroticos gay estuproconto erotico machucou o cu da casadinhaFilha da puta comeu meu cu contoconto virei cdzinharelatos eroticos tornado femeacomtos eroticos mania bem novinha pelada contos eroticos tia feiacontos eroticos minha mulher piranhaesposa depilando no banho contosContos eróticos cuidando do meu priminho e deixando ele tomar banho no quintal conto gaycontos eróticos de gay comi o amigo do meu filhoconto erotico eu estava tao bebada que nem sei quem me comeu me encheu meu utero de porraconto meu amigo comer minha esposarelatos contossexo menininhas 9 aninhosContos eróticos: acordava cedinho p levar rolacontos eroticos zoofilia a loira burra eo cachorro taradocontos eroticos coroa casada executiva viaja sozinha a trabalho e trai com funcionario do hotelo padrastoautoritáriofilho tirando a calcinha da mãe . ...mas mesmoconto erotico rasgou meu cucontos eroticos policial forçaconto erotico fui fudida em uma lan house contos eroticos,ai ai mete fodemulher transando com dog contosContos eroticos estupros coletivos veriticoscontos eróticos namorada virgemcontos eroticos minha namorada virgem e meu amigo pauzudocasal menage experiencias sexuais contadascontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecomi a minha mãe na chantagemamiga da minha vo conto eroticoconto lesbica professora dominadacontos porno ajudou marido comer sograContos eroticos marido convence esposa com pintudoconto erótico garota da academia bombado no jumentocontos mulher desmaia na pica de borracha da amigavideo porno os peões da minha fazendo me foderamcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos comendo a cunhada gostosa em uma festa de fim de ano com família toda reunidaContos eroticos teens cavaloconto sexo dormi casa namoradaconto minha enteada de dez anos sentou no meu pau sem calcinhaContos eroticos com animaisvideo porno gostozinha de vestido preto sndo fodida com amae do ladacontos eroticos sexo virtualcontos eroticos gay meu padrasto de vinte e quatro anos me enrabou dormindo quando eu tinha nove anoscontos de encoxada em ônibuscontos eroticos perdi meu cabaço