Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TRANSEI COM O SÓCIO DO MEU PAI II

Depois de me fazer gozar mais uma vez, eu estava deitada no sofá, ofegante e me recompondo. Mas não tive mito tempo pra isso. Ele me puxo pela cintura me deixando deitada ainda no sofá com a bunda apoiada no braço do sofá e com as pernas quase tocando o chão. Ele separou minhas pernas e entrou entre elas. Me segurou pela cintura e encostou seu pau na minha buceta. Ficava esfregando ela em mim, passava do me cu até meu grelinho me deixando mais excitada. Voltei a gemer, mas dessa vez com sua rola forçando a entrada. Ele enfiava e tirava sá uma parte, mas já me fazia gemer alto, ela era grossa e me abria toda. Minha buceta apertava seu pau que pulsava dentro de mim. Ele deixou uma parte do seu pau em mim, e quando me acostumei com o tamanho e parei de gemer, ele começou a forçar a entrada do restante, foi o momento em que mais senti dor até então. Quanto mais se pau entrava, mais eu contraia a xoxota, o que dificultava ainda mais. Quando ele conseguiu meter tudo o que ele tinha, eu suspirei e me preparei pra ele começar a dar as primeiras estocadas. Cada vez que ele tirava e punha eu sentia uma dor no fundo da buceta. Os movimentos começaram de vagar e foi aumentando até um ritmo máximo, onde e sentia a parte da entrada da minha buceta ardendo muito. Tentei empurra-lo pra ele parar um pouco, fui ai que ele socou seu pau todo, me segurou pelas costas e me tirou do sofá com sua rola enfiada em mim. Ele se sentou comigo no seu colo e me mandou cavalgar nele. Me segurava pelos peitos me mamando enquanto eu pulava no seu colo, minha bunda batia nas suas coxas e suas bolas, na minha buceta. Rebolava na rola dele e ele não conseguia nem mais mamar em mim, estava louco de tesão. Ele me mandou levantar, me queria de outra forma agora.

Me mandou debruçar na mesa de jantar, me disse que hoje eu seria seu prato principal. Me debrucei e abri minhas pernas, comecei rebolar pra provocar ele, que já veio me comer rapidinho. Socou sua rola toda melada da minha buceta de baixo pra cima quase me levantando do chão. Estocava muito forte, a mesa saia do lugar e eu urrava naquela rola maravilhosa, a melhor que tive até hoje. Estava quase gozando mais ma vez. Quando e disse isso a ele, foi ai que ele acelerou mais e com sua mão ele esfregava meu grelinho.minhas pernas começaram ficar bambas e minha buceta contrair, estava gozando mais uma vez. Seu pau ficou mais melado, ele tirava a rola e lambuzou minha bundinha toda, deixo meu cuzinho melado com o liquido que escorria pelas minhas pernas. Ele disse que queria comer meu cuzinho, relutei dizendo que não, que e não aguentava mais, estava toda acabada, com a buceta ardendo e me pai poderia chegar logo. Disse a ele que podia voltar outro dia pra isso, que eu ainda estaria com todas as preguinhas ainda. Ele aceitou a proposta de poder me comer outra vez, mas em troca eu ia levar esporrada na cara e beber ela.

Me deitei no chão, não aguentava mais ficar em pé. Ele veio por cima de mim, enfiou seu pau entre meus peitos e apertou eles. Eu ficava lambendo a cabeça do pau dele enquanto ele fazia uma espanhola. Ele se levantou e me mando sentar pra terminar de chupar se pau. Socou as rola em minha boca de novo me fazendo engolir todinho de novo. Estava quase gozando quando me mandou deitar de novo. Ele se ajoelhou com as pernas sobre meus braços me deixando imável. Apontou seu pau pro meu rosto, eu coloquei a cabeça na boca e ele começo a punhetar bem rápido. Senti o pau dele latejando e os primeiros jatos jorraram. A pressão com que saíram me fizeram engolir, mas e tirei sua rola da boca, e ele continuou pulsando aqueles jatos brancos e quentes por todo o me rosto e cabelo. Eu estava sem poder me mexer pra impedir que ele fizesse isso. Fiquei com o rosto todo cheio de porra. Ele me disse que era um creme de beleza e espalhou com seu pau no meu rosto todo. Não conseguia faze-lo parar. Quando terminou de espalhar tudo me deixando com o rosto e o cabelo todo melado ele se levanto. Me limpei com minha roupa enquanto ele se vestia. Fui para o banheiro pra me limpar, mas quando voltei ele já tinha ido embora. Ele se foi mas me deixo com o cabelo grudando e com a buceta ardendo, mas me sentia realizada e contente.

Ele voltou outro dia, quando meu pai teve que viajar de novo. Ele voltou pra terminar a segunda parte e comer minha bundinha, mas isso eu conto numa outra oportunidade. Leia e votem nesse que depois conto como foi. Beijos...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos meu pai ta cursando minha irmãcontos eroticos em familiamulher chama homem pra chupar sua b***** dela já foi gozar e alguns amigos queridoscontos eróticos de cunhadas e subrinhasEnsinando a maninha a foder contos eroticossenti os jatos fortes de porra no fundo da minha bucetameu subrinho enfiou o dedo no meu cu contoconto mendigos me estupraramcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos mulheres da b***** grandePorn contos eroticos escrava gangbanghistorias eroticas vi meu sobrinho bem dotado descabaçando o cu da minha mulhercontos eroticos arrombando a gordacontos eróticos enormes nadegasbosque conto heterocontos eróticosperdendo as pregas do cuzinhocontos de cornos asumidos 2005f****** a b******** da minha enteada Camila e ela Gozou muito no meu paucontos eroticos traindo marido no futebolFotos de mulheres com opriquito melado e de fio dentalcorno participou contocontos porno dei boa noite cinderela para meus pais e comi minha maecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentexvidio cu mas floxo e da peidivelha aqueles tempos do capô de fusca bem rapadinhadei a xoxota para meu sobrinho contoconto erotico bi com atendente de hotel"muito aberto" gay contoconto eroticos de assalto com estupro recentesMinha esposa se exibindo pro garoto contos eroticoscontos eroticos comi a professorasurba com um casal de amigo sem querer primera ves comtoscontos pai e mãe nudista fala com os filhos como e bom chupa uma rolacontos eroticos fazendo troca troca quando meninomulheres com biquinis bem atolado na bumda fotoscontos eroticos sou casada delicia meu sobrinhoconto erótico gay em cinema. De Recifefodi a noite todinha filha virgem desenho hentaicontos eróticos prima forçadasconto eroticos acampando em familiacontos eroticos arrombando a gordaconto erótico irmão vomitou roupahomem alisando penis hetero ate gozarflaguei minha esposa varias veses se masturbanocontos sado marido violentosConto a buceta peluda da minha irmacontos de coroa com novinhoSou escrava sexual do meu filho ences,contos erot.o comedor do casal contomeu capataz fudeu minha esposa e encheu a buceta dela de porracontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos com a velha vizinha cabeludanovinha de shortinho curto mostrando os pelinhos das nádegascomtos eriticos minha subrinhaChiquinha gostosa melada de tesãocontos arrombando casadafoi da aboceta vije e a rombocontos eróticos de lésbicas masoquistascontos erotico molestano amenina na crechenelma putinha rabudacontos de chorei com a pica grande do meu vizinhocontos dei pro meu velho tiocontos pormo dobermancontos eroticos arrombando a gordaconto só uso fio dental sou gaúchaContos eróticos dei meu curso para um cavalocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentesexo com vizinha muito rabuda vigiadoCasadas safadas traindo em contoscontos eróticos suportando três cacetesContos de sexo en onibusminha mae adora um negao contos eroticos gratisContos travestis com mulhercontos eróticos de tio tranzando sobrínha dormindocontos eroticos alisando a esposa do meu amigopia se acha ser pausudo