Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

GOSTOSOS SONHOS

Nunca fui um cara com sorte para realizar desejos, taras ou fantasias me tornando até frustrado por isto,pois sou tarado por gordos e não gosto de meteção portanto difícil de encontrar pessoas que se enquadrem, por isto eu sonho e assim realizo minhas fantasias... bem, em um destes sonhos eu estava viajando de ônibus em uma linha interestadual. O carro estava vazio e eu sentei-me pouco antes dos últimos bancos, perto da janela, pois gosto de isolamento. Além disso, quando batesse o sono poderia dormir espaçosamente em duas poltronas. A viagem transcorria normalmente, eu lia um exemplar da revista Private (alias revista esta que eu fazia coleção até comprar computador e descobrir os “contos eráticos”) como dizia estava compenetrado na leitura quando noto que o ônibus estava parando em uma rodoviária, olho para frente e vejo somente um passageiro entrando, era um senhor de aproximadamente 50 anos, grandão (tipo caminhoneiro) bem branco o que não passou desapercebido, inevitavelmente nossos olhos se cruzaram, ele me despiu com os olhos quando passou por mim indo para os últimos bancos. O sol logo se pôs, com a aproximação da noite, me posicionei mas confortavelmente para dormir, mas estava cedo e não consegui dormir até por que aquele senhor não me saia da cabeça, então resolvi ir ao banheiro que ficava ao seu lado, descaradamente o fitei (no qual fui correspondido)o cumprimentei e entrei, dei um tempo puxei descarga e sai, parei ao seu lado e comecei falar banalidades nos encarávamos descaradamente, nossos desejos nitidamente eram os mesmos, faltava apenas o primeiro passo, sentei ao seu lado e, como não poderia deixar de acontecer começamos a falar sobre sexo. Ele era tímido demais então louco para agarrá-lo, confessei-lhe : --- Desculpe-me mas estou fascinado por você pelo seu jeito, simpatia e principalmente seu porte físico... sou louco por gordinhos como você. Ele perplexo somente me olhava, eu continuava a falar do meu desejo físico de possuí-lo e não sabia como faríamos para nos encontrar um dia... Então me surpreendi quando ele disse: --- Você esta superexcitado deixe-me ver essa maravilha. Estávamos com as luzes individuais acessas. Olhei para frente no corredor e tirei a ferramenta com dificuldade para fora, Ele o pegou com carinho e falou: ---Você tem um lindo caralho grosso como eu nunca tinha visto nem imaginado que existisse. Desligou a luz e caiu de boca acomodei-me melhor na poltrona a fim de curtir de curtir aqueles lábios carnudos em volta de meu cacete, já não pensava mais em marcar encontro. Queria, sim, viver o momento. Ele chupava, lambia, como criança com o pirulito predileto. Não suportando mais jorrei em abundancia meu leite quente e viscoso, ele bebeu tudo sem deixar cair uma gota sequer e continuou a chupar pois continuávamos excitados, para sua surpresa e também minha (pois não curto penetração), levei a mão a sua cintura e desabotoei suas calças, puxando-a até seus joelhos, pedi-lhe que virasse de costas para mim, surpreso fez como lhe pedi, passei saliva em seu cuzinho, com as pontas dos dedos, encostei a cabeça do meu cacete duro como barra de ferro ele sussurrava:--- Por favor, devagar... eu não sei se vou aguentar. --- Serei carinhoso, respondi. O segurei pelos quadris com as duas mãos e fui empurrando minha pica abrindo caminho em sua em sua bundona enorme. Volto a dizer, não curto meteção mas aquele senhor incrivelmente gordo estava me levando além do limite da razão, já tinha comido outros homens em minha adolescência mas,não daquele tamanho. Infelizmente era sonho ... eu estava dentro de um ônibus em movimento, no escuro com meu cacete completamente duro enfiado numa bunda enorme mexendo e pedindo. Acho que ficamos mais de uma hora metendo sem parar, até que gozamos fartamente como dois seres humanos com direito ao paraíso. Era como nos sentíamos: no paraíso, pois depois de passar todo aquele tempo com o cacete enterrado naquele rabão acariciando, beijando, em meio a movimentos de vai-vem bem cadenciados, sem pressa eu estava plenamente saciado e realizado. Pouco depois de recompormos o ônibus fez uma parada, descemos e fomos tomar um chocolate para repor as energias, voltamos para os nossos lugares conversamos um pouco e adormecemos. Este é um dos muitos sonhos que tenho tido ultimamente. Quem por ventura se interessar entre em contato talvez quem sabe não possamos curtir uma viagem... se você é coroa (ou não), gordo (+ de 110kg) e gosta de sexo seguro (sem meteção) entre em contato



E-mail é: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos a dona da lanchonetecontos eroticosem familiaconto erotico familia zoofiliacontos eroticos ousados com muita excitacaocontos eróticos de enteadaPorn contos eroticos escrava gangbang humilhadacontos eroticos comendo a tabata mulher do amigoconto gay virei viadinhoirmao encochando no buzaoe o marido viajando no meu tio meu tio meditando contos eróticos transei com elecontosfode cu de veia na salaFilmei minha chupando estranhos na porta do carroContos de incesto familiarCONTOS ERoticos cozinhaminha sogra e ninfomaniaca contocontos dando minha bucetinhacontos mamae piscina bronzeador bikinitransei com meu compadrea minha esposa foi a praia de fio dental e o punheteiro vez a festa. contos eróticoscomprei a Cristina da mãe bêbada contos eróticosContos de incesto de meninas de 14 aninhos em Belém do Paráconto eroticos de academiabebê g****** contos eróticoscontos eroticos - arrombando cuzinhocontos picantes seduzindo o cunhado sem querercontos eroticos minha esposaflavia e dois machoscu peidão conto gayconto eroticos aguentei mais d vinte e dois sentimetro d rola d meu sogrofui dormir na casa da tia e comeu o Helenacontos de mendigo fudendo com de gayWww loira casada gosta de negro dotado na casa dos contoscontos erótico sexo no cinemadei pro meu genro contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteEu, minha sogra e meu marido-contos-incestocontos eroticos medicoporno fetiche dar mendigoscoroa safada conto eróticocoroas enxutas se masturbando com tocas na cabeçacontos eróticos meu aluno preferidomenina da buceta pequena entrando na piroca duracontos tia me devehoje morena bonita eu estou querendo te pegar gostoso hoje morena bonita todos têmconto erotico novinha acabando com o vovôHome tirando casinha da mulhe debaicho da mesacdzinha enrabada pir coroas contosContos eroticos cunhadaporno com fascinaçao por irmameu capataz fudeu minha esposa e encheu a buceta dela de porracontos meu pai comeu o'cuzinho na marra eu adoreipuro sexo sou muito deliciosa viajei com meu filho conto incestocontos reais de sobrinha de 8 dando o cuzinhocontos eroticos mulhersibha do papainao resisti a buceta da minha maegatas angelicais a procura de um agarrao 4conto erotico transei com uma velha deficiente especialcontos meu marido ajudou amigo dele me comerPadre a penetrar o rabo de uma freiraver contos eroticos de incesto comendo a sogra na praia de nudismofui ensinar a sobringa dirigir ea fudisogra muito linda na praia contosjhuly cdzinhacontos eróticos meu padrasto me deu banhocontos eroticos meu vizinho me bulinava gayconto erotico com sadomasoquista cinto de castidadecontos eroticos homem casado dando para o primocontos eróticos aposta q terminou em surubacontos erotico mimha filha e minha netaa mendiga gostosa na chuva contos eroticosconto minha tia timoda no banho meninobateno.punheta au.ver empregadaevangelica narra como de o cu,contos